Entendendo os tipos de 'Dólar'

17/03/2015 19:22

Já há algum tempo o assunto Dólar figura em nossos noticiários. As bruscas variações na cotação da moeda vêm deixando muitos brasileiros apreensivos, sobretudo para quem pretende viajar para ao exterior.

A ideia desse artigo é trazer as diferenças básicas entre os 'Tipos de Dólares'.

 

1. Dólar Comercial

Corresponde ao dólar usado para as operações de importação/exportação do País e  operações financeiras. Serve como referencial da economia, que é citado nos jornais diariamente.

Situação hipotética:

Uma empresa brasileira fez uma importação de materiais no valor de USD 50.000 para pagamento ao exterior em uma data pré-determinada.

Para efetuar esse pagamento, precisará entrar em contato com uma mesa de câmbio, seja banco ou corretora,  comprar os Dólares e enviar para o fornecedor.

Esse dólar, Comercial, que varia diariamente durante o dia será o utilizado para o fechamento de câmbio através da mesa do banco.

Vale ressaltar que com a modernidade das operações já é possível fazer a compra desses dólares através de plataformas na Internet.

 

2. Pronto/Spot

É um jargão utilizado por mesas de câmbio para especificar que é o preço do Dólar naquele momento.

No nosso exemplo acima, após a ordem do cliente para comprar os dólares, o operador de câmbio contata várias mesas dos bancos que lhe dão as cotações. Supondo que às 14:30hrs a cotação esteja USD x BRL 3,10, esse será o dólar pronto/spot.

 

3.  Dólar Turismo

Corresponde ao preço/cotação do dólar para as pessoas que vão viajar ao exterior e para algumas operações específicas. A cotação do dólar turismo é mais 'cara' em comparação ao Dólar Comercial. Isso em função da logística do dinheiro, que é transitado em espécie - papel moeda. Dado essa particularidade, valor do papel fica mais caro já que o custo de frete, seguro e manuseio estão embutidos na taxa.

 

4.  Dólar Paralelo

É o mercado ilegal de troca de moeda. Existem dois segmentos neste mercado: cabo e papel. Os negócios no cabo são grandes operações de troca de dinheiro, geralmente envolvendo remessa de dinheiro para o exterior, de modo irregular, virtualmente. Os negócios no segmento papel são os de pequenas trocas, compras e vendas, em geral de pequenos investidores que compram dólar para uma eventual viagem ao exterior (quando o turismo está mais caro), ou que ainda se sentem mais seguros de ter parte da poupança em moeda estrangeira.

 

5.  Dólar fiscal - Receita Federal

Corresponde à taxa de câmbio utilizada para converter e calcular os tributos incidentes na importação de uma mercadoria. A cotação desse dólar é divulgada pela Receita Federal.

No ato de desembaraçar/nacionalizar a Mercadoria, obrigatoriamente o importador precisa recolher todos os tributos incidentes para tê-la à disposição. Como todos os valores correspondentes na Declaração de Importação estão expressos em dólar, a Receita Federal divulga a cotação para que o despachante possa converter para reais e aí sim calcular os tributos.

 

6.  Dólar Comercial oficial do Banco Central

Também conhecido como PTAX 800. Valor do dólar no último dia de negociação (indicado na tabela), segundo a média apurada pelo Banco Central com determinada metodologia.

Muitas operações no Mercado Financeiro são fechadas na PTAX, justamente para se livrar da volatilidade na cotação que ocorre diariamente.


Pode ser consultado no endereço abaixo:

https://www4.bcb.gov.br/pec/taxas/port/ptaxnpesq.asp?id=txcotacao


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!