Suporte e Resistência

Localizar um ponto de suporte e outro de resistência em um gráfico é relativamente simples, porém, nada na análise gráfica deve ser usado solitariamente. O interessante é você mesclar quatro ou cinco indicadores antes de tomar alguma decisão.

Antes de exemplificar o Suporte e Resistência no gráfico, é interessante notar os Topos e Fundos nos gráficos.

Ambos são pontos extremos do Gráfico que quando ocorrem, possivelmente é gerada uma boa hora de entrada ou saída, entenda-se compra ou venda. 

 

Exemplo de Topos e Fundos no gráfico

 

Entendido o que são Topos e Fundos no Gráfico, agora podemos definir os Suportes e Resistências.

O Suporte no gráfico é o ponto em que, quando o preço da ação depois de uma queda, quando atingido ele toma rumo contrário, ou seja, ele sobe. É quando são formados os Fundos.

A Resistência no gráfico é o ponto em que, quando o preço da ação depois de uma alta, quando atingido ele toma rumo contrário, ou seja, ele desce. É quando são formados os Topos.

Isso deve acontece no mínimo duas vezes no gráfico na mesma linha de preço.

 

Exemplo de Suporte e Resistência no Gráfico de Candlestick da ação da Eternit

 

Resumindo, quando é atingida a linha de resistência está na hora de vender e quando é atingida a linha de Suporte é hora de comprar. É claro que este indicador não deve ser usado de forma solitária para algum tipo de análise. 

De qualquer forma pode indicar bons momentos de compra e venda das ações.

 

Obs importante: Não utilize somente essa análise simplista para tomar alguma decisão de Compra ou Venda de Ações. Utilize-a em conjunto com outras informações e análises.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!